A famigerada “informática”

Eu quero acabar com uma vez de todas com uma bobagem alojada na cabeça de muita gente (leia-se, muita gente mais velha do que eu, salvo raras exceções). Volta e meia eu escuto uma verdadeira bobagem: como eu não gosto de acordar cedo e gosto de trabalhar em computadores, eu deveria trabalhar com “informática”.

Primeira coisa, eu realmente prefiro trabalhar à noite e na madrugada. Por que será? Talvez porque, assim como todo mundo, eu odeio interrupções? Talvez porque eu me sinto confortável o suficiente fazendo um trabalho a ponto de não precisar interagir com outra pessoa? Eu duvido que este seja um ponto de vista tão incomum assim.

Segunda coisa, se eu gerenciasse os meus contatos em uma agenda telefônica de papel, você não diria que eu trabalho com informática. De repente o fato de eu saber usar o Outlook muda sua visão, de repente o simples ato de digitar ao invés de escrever à caneta me torna um “cara da informática”, ao invés de um secretário, um assistente, um administrador?

O mesmo ocorre com fazer websites. Todo mundo acha que isso é “informática”. Mas vejamos isto de uma outra perspectiva: que tipo de profissional cria uma imagem para sua empresa e traça a estratégia pela qual a sua empresa interagirá com o seu cliente? Da última vez que eu chequei, isso me soa como trabalho do departamento de marketing!

O computador é o canivete-suíço mental. Como sua contraparte física, ele não passa de uma ferramenta. Dizer que alguém que utiliza o computador um pouco melhor que a média da população “trabalha em informática”, é o mesmo que dizer que o cara que utiliza o canivete-suíço ao seu máximo é um ferreiro!

Anúncios

2 comentários sobre “A famigerada “informática”

  1. lol que indignação toda é essa? as pessoas estão enchendo o teu saco pra trabalhar com informática?

    Talvez não seja só por que tu sabe operar um computador como ninguém, talvez não seja pq vc gosta de trabalhar à noite, eu mesmo já pensei várias vezes que tu deveria trabalhar com isso só por causa das facilidades de entrada no mercado, por causa do salário, da necessidade de inglês (e tua expertise) e claro, pq vc é mais inteligente que 90% dos profissionais iniciantes na área, o que te daria um bom headstart… ;-p

    Mas sempre penso que se teu interesse não é este.. então siga teus interesses ;-D

    Por exemplo, meu interesse não é webdesign, logo, não tento pegar freelances de programação + webdesign hehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s